19 3312.0145 | 19 3834.1566

  • Home
  • Blog
  • E-commerce é para todos, mas...

E-commerce é para todos, mas...

26 de Janeiro de 2016
Estamos sempre buscando formas de aumentar tráfego pois isso significa maiores chances de converter. 

Mas, afinal, o que é uma conversão?  

Isso depende do que estamos falando. Para uma loja virtual, por exemplo, a principal e mais importante conversão é a venda. O intuito de criação de loja online é de vender produtos e/ou serviços, mas isso não significa que não possa ter outros tipos de conversões.

A conversão, em linhas gerais, diz respeito ao consumidor realizar aquilo que o empreendedor propôs com seu site ou loja na sua criação. Para um site institucional, a conversão pode ser o preenchimento de um formulário,  a visualização de uma página específica ou até mesmo um telefonema, por exemplo.

Um grande problema em e-commerce é quando os lojistas e empreendedores acreditam ser tarefa fácil fazer com que os consumidores realizem aquilo que querem.

O Brasil conta com 450 mil lojas virtuais ativas e, segundo matéria da Folha de São Paulo, 70% dessas fazem 10 vendas por mês. Não precisamos nem discursar sobre como isso desmotiva e frustra o empreendedor que acreditava que o negócio seria rentável, mas ele pode ser.

A principal atitude que leva a esse erro é ver o negócio como um todo e não parte por parte do que ele é. Muitos acreditam que um e-commerce precisa apenas de uma plataforma, produtos para vender e algum tráfego e com isso as vendas irão se realizar sozinhas.

Entretanto, de longe podemos dizer que uma loja virtual é muito maior que isso, muito mais ampla e complexa. Sim, o tráfego é importante, mas mais importante ainda é a conversão e para que sua loja tenha chance de realizar conversões é preciso ter desenhado todo o fluxo da mesma, mapeado os concorrentes, analisado os diferenciais para que o cliente compre na sua loja, etc.

Além disso, mesmo após o objetivo principal da conversão, o fluxo da loja segue e engloba uma série de outros aspectos que devem estar bem estruturados como logística, modo de envio, custo de frete e até mesmo a qualidade das embalagens.

Questione-se sobre se sua loja está bem estruturada e preparada, pois isso é necessário para conquistar a confiança dos clientes. Leve em consideração todo e qualquer feedback de seus clientes, pois sua loja deve ser feita pra eles e não o que os empreendedores acham que ela deve ser.
categorias