19 3312.0145 | 19 3834.1566

  • Home
  • Blog
  • Como escolher as redes sociais adequadas para seu negócio

Como escolher as redes sociais adequadas para seu negócio

24 de Novembro de 2015
Devido a ascensão dos anúncios dentro das redes sociais, alcançar o público organicamente tornou-se mais difícil. Nesse cenário, é preciso focar para ter melhores resultados. Mas como saber quais redes sociais são mais apropriadas? Confira as dicas a seguir e descubra: 

1) Pense no seu público 

Você deve marcar presença nas redes sociais que seu público está presente. Se seu público abrange mulheres de 25 a 50 anos, o Pinterest é uma rede social que deve ser utilizada. Se seus produtos e serviços são para o público B2B, então o LinkedIn é mais interessante.

O Facebook é uma rede social que deve ser utilizada independentemente do perfil por possuir um grande número de usuários, que gira em torno de mais de um 1,4 bilhão, de todas as classes sociais, gêneros e idades.

2) Pense no seu negócio

Para escolher as redes sociais adequadas, além das características do público, você deve levar em conta os aspectos do seu negócio. O Instagram é uma rede social interessante para quem trabalha com produtos de varejo, pois é possível publicar fotografias dos produtos com pequenas legendas e hashtags que podem ampliar o alcance da publicação. Além disso, segundo pesquisa realizada pela Pew Research Center, a rede conta atualmente com cerca de 300 milhões de usuários e está em ascensão.

3) Que tal trabalhar com vídeos? 

O YouTube recebe cerca de 100 uploads de vídeos por minuto, de acordo com dados divulgados pela própria rede social. O Brasil é o segundo maior em número de visualizações no mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. 

É um local onde as pessoas vão consumir conteúdo, então é indicado caso você queira produzir vídeos com resenhas de produtos, dicas, apresentação de ofertas, enfim, conteúdo relevante. Atenção a qualidade dos vídeos, pois quanto melhor a qualidade, mais eles serão vistos. Faça vídeos curtos, utilize palavras-chave nas descrições dos mesmos e permita que as pessoas possam comentar e deixar sua opinião.

4) Twitter se mantém ativo e perseverante

Houve quem dissesse que o Twitter estava ultrapassado, mas o que vemos hoje em dia contradiz essa afirmação. O microblog continua firme e forte, foi o precursor das hashtags, continua sendo o principal termômetro dos assuntos mais comentados da web e inclusive anda aprimorando sua política a fim de evitar perfis falsos. 

É indicado para quem vende para o público B2C, pois é possível propagar conteúdo de blogs além de anunciar e chamar atenção para promoções, novidades, etc.

5) Google+ substitui o Facebook? 

A resposta é: não. Embora a rede venha crescendo e já tenha ultrapassado o Twitter em 2013, esse crescimento é discreto. A dinâmica da rede é parecida com a do Facebook, mas deve ser vista como uma rede a parte. 

Você pode complementar essas dicas com sua própria estratégia de posicionamento nas redes sociais, o importante é marcar presença.
categorias